Orientações e informativo epidemiológico COVID-19

Boletim Epidemiológico COVID-19 Elói Mendes

Atualizado dia 01-05-20

161 CASOS NOTIFICADOS (total de casos notificados)

136 DESCARTADOS ( De acordo com o protocolo do Ministério da Saúde todos os indivíduos passaram pelo período de 14 dias e não manifestaram sinais e sintomas)

00 CONFIRMADOS (pacientes que testaram positivo)

06 EXAMES NEGATIVOS (pacientes que fizeram o exame e tiveram o resultado negativo)

00 ÓBITOS (pacientes que foram a óbito pelo vírus)

01 ÓBITOS DESCARTADOS (morte de indivíduos com suspeita de COVID-19, que os exames testaram negativo)

00 CASOS HOSPITALIZADOS (pacientes com SRAG que necessitam de cuidados especificados)

O que é?

De acordo com o Ministério da Saúde, o Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias e provoca a doença chamada de coronavírus, a COVID-19. 

Esse vírus pode causar sintomas leves como resfriados até doenças respiratórias graves.

 

Sintomas

Os primeiros sintomas são febre e tosse seca. Cerca de uma semana depois, pode causar falta de ar. 

A Organização Mundial de Saúde fez um estudo e constatou que 80% dos pacientes infectados desenvolvem sintomas leves, 14% sintomas severos e 6% doenças graves que podem causar a morte.

Formas de Transmissão

A doença é transmitida pela tosse, saliva, catarro, espirro, toque ou aperto de mão em pessoas contaminadas, além de contato com objetos contaminados.

Grupos de risco

Todas as pessoas podem contrair o vírus, mas os sintomas são mais severos em idosos e pessoas com doenças respiratórias, cardíacas, fumantes e diabéticos.

Prevenção

– Lavar as mãos com água e sabão com mais frequência 

– Usar álcool em gel sempre que possível

– Não tocar nos olhos, a boca e o nariz sem higienizar as mãos
– Não compartilhar alimentos e objetos de uso pessoal
– Evitar proximidade com pessoas que apresentem sintomas de doenças respiratórias
– Evitar aglomeração de pessoas
– Ao tossir ou espirrar, cubra sempre a boca com lenço de papel ou com o braço, nunca com as mãos
-Usar lenço descartável e jogue no lixo após o uso.

Quem deve procurar um serviço de saúde?

 – Quem apresentar febre, tosse e dificuldade para respirar e tiver viajado para o exterior nos últimos 14 dias

– Quem apresentar sintomas respiratórios e teve contato próximo com caso suspeito ou confirmado da doença também é considerado caso suspeito.

– Quem teve contato com alguém que viajou para o exterior e identificou a presença dos sintomas.

Se você se identifica com alguma situação acima procure um serviço de saúde imediatamente usando máscara. 

Quais são os sintomas do Coronavírus ?

Os sinais são, principalmente, respiratórios, sendo os mais importantes:

– febre;

– tosse;

– dificuldade para respirar.

Sintomas leves

Em casos de sintomas leves, semelhantes a um resfriado comum (coriza e espirro), o ideal é ficar em casa em repouso, com boa alimentação e hidratação.

Onde buscar ajuda?

O Ministério da Saúde decidiu priorizar o atendimento dos casos suspeitos de coronavírus por meio da atenção primária, ou seja, pelo atendimento inicial, considerado a porta de entrada dos usuários nos sistemas de saúde.  

Quem deve ficar atento ?

A pessoa que apresentar febre, sintomas respiratórios e tiver histórico de viagem para o exterior nos últimos 14 dias.

Quem apresentar sintomas respiratórios e teve contato próximo com caso suspeito ou confirmado da doença também é considerado caso suspeito.

Em casos de sintomas leves, semelhantes a um resfriado comum (coriza e espirro) ficar em casa em repouso, com boa alimentação e hidratação.

Pessoas com sintomas de doenças respiratórias graves com febre, tosse e dificuldade para respirar e estiveram recentemente em viagem para o exterior, ou que tiveram contato com indivíduos com sintomas ou confirmação da doença, devem procurar imediatamente um serviço de saúde.

Se você se identifica com a situação acima procure um serviço de saúde usando máscara.

 

Em Elói Mendes, o Centro de Referência e Combate de COVID-19 foi implantado nas instalações do Centro de Convivência Monsenhor Humbelino e conta com a supervisão do Médico Thales Henrique Costa e Gonçalves. Maiores informações pelos telefones: (35) 9 9737-7251 ou (35) 9 9977-8323